Enter your keyword

post

Teologia: Por que dar atenção a esse assunto?

Que a paz de Cristo esteja contigo!

A teologia cristã é muito benéfica e dizemos isso por experiencia própria. O estudo da Teologia é uma benção substancial, não só porque preenche lacunas em nossa mente e coração que traz satisfação, mas também porque te envolve em sólidas verdades que podem ser usadas para confortá-lo em tempos de dificuldades e provações.

Quando estamos vivendo um momentos não tão difíceis essas verdades te auxiliará a moldar seu caráter a imagem de Deus e com isso, o nome Dele será glorificado em você.

Por isso quero nesse artigo te explicar em três pontos, de forma rápida e simples, por que dar atenção ao assunto Teologia, é vital para você e para o seu crescimento pessoal enquanto cristão.

Boa leitura!   

 

1º PONTO

É importante porque querendo ou não você já faz Teologia

Toda vez que você fala sobre Deus, você está fazendo Teologia

Toda vez que você fala sobre Deus, você está                                                       fazendo Teologia.

A pergunta do título poderia ser também: “Quem precisa de teologia?” Infelizmente muitos cristãos ainda se perguntam sobre a importância da teologia. Mas no momento em que você faze esse tipo de questionamento, automaticamente já está fazendo Teologia.

Então a pergunta certa não é se devo estudar teologia, mas que tipo de teólogo eu sou e estou fazendo. Nas palavras de Sawyer:

Toda vez que pensamos em Deus, envolvemo-nos com teologia. A pergunta, portanto, não é se seremos teólogos – não temos escolha quanto a isso. Pelo contrário, a questão é que tipo de teólogo seremos – bons ou maus, responsáveis ou irresponsáveis.[1]

Sendo assim, fica evidente que todo aquele que discursa sobre Deus e sua obra no mundo está praticando teologia. O que acontece, é que geralmente quando se “ataca” o fazer teológico, se diz que a teologia é fria, que é o estudo desnecessário de teorias sem fim, etc.

É verdade que não basta apenas ter conhecimento das doutrinas bíblicas, e nesse sentido, conforme estamos definindo teologia, até um ateu pode ser teólogo e conhecedor dos dogmas cristãos, por isso, vida espiritual saudável é fundamental.

Aqui temos dois opostos então. Aqueles que se debruçam sobre a teologia e a praticam isoladamente da vida da comunidade, numa torre de marfim, presos em seus muitos conceitos.

E aqueles que a negam por completo (pelo menos é o que pensam) e vivem uma vida cristã estruturada em “achismos”, pseudo-revelações e tradicionalismos.6 Ambos erram em seus exageros.

Se como já dito acima, não temos escolha, e sendo cristãos, somos todos teólogos, vamos entender essa vocação e glorificar a Deus com ela.

A teologia é simplesmente a igreja levando muito a sério o problema da sua própria existência e averiguando detidamente em que pontos estão deixando de ser a Igreja de Deus.[2]

Palavra dura essa que lemos acima, mas que reflete uma verdade incontestável: sem teologia perderemos nossa identidade como povo de Deus. Por isso, teologia não é função de alguns especialistas na congregação, mas dever ser função de todo fiel.

Obviamente, alguns nessa comunidade são chamados a serem mestres (Ef 4.11-12), a se aprofundarem nas Escrituras e seu desenvolvimento histórico, contudo, mesmo esses, devem servir a todos, pois a teologia é comunitária.

Mas o fato de termos os mestres, não nos isenta do conhecimento bíblico-teológico que cada um de nós deve ter a fim de responder com sabedoria a razão da nossa fé (1Pe 3.15).

 

2º PONTO

É importante porque suas crenças determinam seu comportamento

O que você sabe sobre Deus define seus comportamentos.

O que você sabe sobre Deus define seus                                                                  comportamentos.

Outro ponto fundamental que devemos considerar, é que a nossa crença determina nosso comportamento, ou seja, má teologia gera mau testemunho.

Na história do cristianismo temos muitos exemplos disso. Basta olharmos para a igreja medieval, que por estar firmada numa teologia equivocada, cometeu muitas barbaridades.

Atualmente também vemos igrejas praticando deliberadamente a teologia da prosperidade e outros desvios bíblicos. A cura para esse mal é a teologia bíblica, estudada com seriedade! Nos alerta Hodge:

Que ninguém creia que erro doutrinário seja um mal de pouca importância (…) Nenhum caminho para a perdição jamais se encheu de tanta gente como a falsa doutrina. O erro é uma capa da consciência, e uma venda para os olhos.[3]

Precisamos entender que não basta amarmos a Jesus e sermos gratos pelo seu sacrifício. Isso é fundamental é verdade, mas não é o bastante para a missão da igreja no mundo. Por isso, enfatizamos a necessidade que cada cristão tem de ser um bom teólogo.

A teologia não deve ser encarada como a obrigação de assimilar conteúdos, mas como um ato de adoração.

Deus nos confiou sua revelação, em toda a sua riqueza e inteireza multiforme, mas não nos deu uma teologia. Ele se revelou por meio de suas obras e palavras na história humana, em seus encontros com indivíduos em vária épocas e lugares.

Ele se revelou de modo mais completo na pessoa e na obra de Jesus Cristo, mas essa revelação está em forma de narrativa, como história. Nossa tarefa é organizar o material e fazer dele um todo coerente, de modo que sejamos capazes de compreender mais plenamente quem é Deus e o que ele tem feito.9

Com certeza a maturidade espiritual é composta de várias etapas. Não temos dúvidas que o conhecimento teológico é uma delas. Jesus orienta seus discípulos a amarem o Senhor “de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento” (Mt 22.37). Esse desejo de Jesus não pode ser cumprido sem a teologia.

 

--Inscrições abertas para o vestibular--CLIQUE AQUI

 

3º PONTO

É importante porque seu horizonte sobre Deus se expande de forma extraordinária!

Vida em abundância para todos os que conhecem a Deus.

Vida em abundância tem todos os que                                                                      conhecem a Deus.

É muito importante compreender Deus através dos pressupostos científica, isso te habilita a defender sua fé diante de qualquer situação, pessoa ou lugar.

Podemos ver um exemplo dessa realidade analisando o ministério de Pedro e Paulo no Novo Testamento.  Enquanto Pedro foi um grande pastor na igreja em Jerusalém, o apóstolo Paulo foi enviado por Deus para anunciar o Evangelho em toda a Ásia menor.

Paulo foi um estudioso da Bíblia, cresceu aos pés de Gamaliel e se tornou um grande teólogo, ou seja teve sua visão e definição ampliada sobre Deus e isso possibilitou Paulo, estar diante de governadores e várias autoridades de sua época, para falar sobre o Evangelho.

Com isso não estou dizendo que o chamado ou o trabalho de Paulo seja superior ao trabalho de Pedro.

Em Deus não existem graus superiores ou inferiores, no que se refere ao trabalho e a missão que cada um cumpre para ele na terra.

Mas a preparação maior que Paulo teve na vida, possibilitou a Deus à levar Paulo em vários lugares, e convencer muitas pessoas a acreditarem que o Evangelho de Jesus Cristo era, de fato, verdadeiro.

Temores quanto a saber mais sobre Deus, não são reais ou legítimos, ter mais conhecimento sobre Deus NUNCA vai te tornar uma pessoa sem fé.

   LEMBRE-SE! Quem justifica ter perdido a fé estudando Teologia, na verdade nunca teve fé, pois além da Teologia ser saudável para o amadurecimento da fé, a fé genuína em Cristo é inabalável.

Para os cristãos do século XXI, é de suma importância a obtenção de saberes em várias áreas, afim de estar mais bem preparado para o cumprimento do chamado, e o conhecimento científica é um desses saberes.

Não é tarefa fácil definir ciência, mas a grosso modo, entenda como o conhecimento que produz, através de métodos e linguagem apropriada, leis e teses sobre como funcionam os fenômenos, sejam eles naturais ou sociais. O conhecimento científico segue critérios, como:

 

  1. Um objeto definido de estudo;
  2. Um método para investigar o objeto em questão e para verificar suas declarações;
  3. Objetividade e acessibilidade, isto é, outros podem pesquisar o mesmo objeto.
  4. Coerência e conexão nas proposições, que formem um corpo definido de conhecimento.

O estudo teológico preenche de certa forma esses requisitos:

  1. Ela aceita as mesmas regras da lógica que as outras disciplinas;
  2. Ela é comunicável;
  3. Até certo ponto ela emprega os mesmos métodos de outras ciências como filosofia, história, antropologia, sociologia;
  4. Ela partilha alguns objetos de estudo com outras disciplinas, por isso, existe a possibilidade de pelo menos algumas de suas proposições serem confirmadas ou refutadas por outras disciplinas.[4]

Apesar de apresentar as características necessárias para ser considerada uma ciência (dentro da categoria humanas) a teologia possui um diferencial, um de seus tópicos de estudos é o próprio Deus, e nisso está a beleza e o limite da teologia, visto Deus estar para além de toda e qualquer verificação investigativa.

Outro diferencial da teologia é que ainda que ela pesquise objetos comuns a outras ciências, como o ser humano, ela o faz sob a ótica do relacionamento desse objeto com Deus. Porém Deus criou, se revelou e continua atuando na história, e é nisso que a teologia se debruça.

O teólogo Claude Geffré afirmou que a “teologia é a hermenêutica da Palavra de Deus”. Ao estudarmos teologia estamos efetuando um árduo e investigativo trabalho de exegese bíblica, que procura nas Escrituras a compreensão da Palavra revelada. Portanto, a teologia é o saber das Escrituras; e o teólogo, alguém que é versado nesse conhecimento.

 

--Inscrições abertas para o vestibular--CLIQUE AQUI

 

REFERÊNCIAS

[1] SAWYER, M. J. Uma introdução à teologia: das questões preliminares, da vocação e do labor teológico. São Paulo: Vida, 2009. p. 17.

[2] ROLDAN, A. F. Para que serve a teologia? método, história, pós-modernidade. Curitiba: Descoberta, 2000. p. 24.

[3] HODGE, D. C. In: PEARLMAN, Myer. Conhecendo as doutrinas da Bíblia. São Paulo:Vida, 1970. p. 14

[4] 10 Esses pontos foram adaptados de ERICKSON, M. J. Introdução à teologia sistemática. São Paulo: Vida Nova, 1997. p. 18.

 

No Comments

Add your review

Your email address will not be published.